Atividades para Estimular as Funções Executivas dos 3 aos 5 anos

Atividades para Estimular as Funções Executivas dos 3 aos 5 anos

8 minutos Este é o terceiro artigo da série sobre estimulação das funções executivas. Apresentaremos hoje atividades para crianças entre 3 e 5 anos. Segundo estudos, nessa fase da infância as habilidades das funções executivas e de auto-regulação crescem em ritmo acelerado. Daí a importância de adaptar as atividades às habilidades de cada criança e reduzir gradativamente a ajuda prestada para que ela vá ganhando autonomia, conseguindo resolver cada vez mais problemas sozinha. As crianças mais novas precisarão de mais apoio para aprender e Continue lendo

Lendo para Crianças Agitadas

Lendo para Crianças Agitadas

5 minutos Para algumas crianças, permanecer sentada e em silêncio para ouvir uma história é uma tarefa muito difícil e entediante. Há crianças que simplesmente não conseguem fazê-lo! Isso pode acontecer por uma série de fatores: por excesso de estimulação, por influência de adultos também agitados – sempre a correr e com dificuldades similares para se concentrar em uma atividade -, por falta de consciência corporal e de noção de como controlar seus movimentos, por temperamento ou por uma combinação de alguns desses fatores. Continue lendo

Atividades para Estimular as Funções Executivas dos 18 meses aos 3 anos

Atividades para Estimular as Funções Executivas dos 18 meses aos 3 anos

6 minutos Na semana passada, iniciamos uma série de publicações para estimular as funções executivas. Nessa série, trazemos várias atividades para desenvolver nas crianças capacidades que as auxiliarão a resolver problemas complexos, controlar impulsos, manter o foco em suas tarefas, evitar distrações, estabelecer objetivos e manter a determinação de cumpri-los, tomar decisões, seguir instruções envolvendo várias etapas, etc. Apresentamos hoje atividades para você fazer com seu filho de 18 meses a 3 anos. As crianças maiores também podem praticá-las, mas para que elas se Continue lendo

Dislexia: Esclarecendo Conceitos e Qualificando para Ensinar a Ler

Dislexia: Esclarecendo Conceitos e Qualificando para Ensinar a Ler

30 minutos 1 – Seres humanos são dotados, naturalmente, de várias capacidades gerais. Entre elas capacidades cognitivas como as que estão envolvidas no controle das funções executivas [1], capacidades linguísticas e capacidades motoras. Capacidades gerais possuem raízes biológicas. O desenvolvimento dessas capacidades é espontâneo. Dispensa esforço conscientemente controlado. Basta ver o que ocorre com a marcha, que assiste à locomoção. Ou com a fala, que serve à comunicação. Muito diferente é o caso das habilidades específicas. Por exemplo, a habilidade de identificar e reconhecer Continue lendo

Da TV aos Livros: Dicas de uma Mãe que Decidiu Mudar

Da TV aos Livros: Dicas de uma Mãe que Decidiu Mudar

5 minutos Em nossa casa temos hoje uma rotina de leitura com as crianças. As gêmeas de 7 anos estão lendo sozinhas contos de fadas nas versões originais. Meu filho de 6 está começando a deslanchar na leitura. O de 3 sempre pede para lermos as mesmas histórias de novo. E o bebê de 2 meses começará agora a ouvir suas primeiras histórias. Mas nem sempre foi assim… Quando minhas filhas mais velhas tinham apenas meses, confiava-as aos cuidados da babá dos tempos modernos: Continue lendo

Atividades para Estimular as Funções Executivas dos 6 aos 18 meses

Atividades para Estimular as Funções Executivas dos 6 aos 18 meses

7 minutos Enquanto descasca as batatas, refoga o feijão e tempera a carne para o almoço, uma mãe consegue ajudar os filhos a fazer os deveres de casa, atender ao telefone e organizar os compromissos da semana – às vezes ao preço de ter o arroz um pouco queimado. Pais conseguem fazer milagres com o tempo para atender às demandas do trabalho e da família. Adultos memorizam um número de telefone que alguém acabou de lhes dizer até encontrarem caneta e papel para anotá-lo. E Continue lendo

Dicas de Estimulação para o Desenvolvimento da Fala em Crianças de 0 a 5 anos

Dicas de Estimulação para o Desenvolvimento da Fala em Crianças de 0 a 5 anos

5 minutos Quando uma criança apresenta certos sinais que sugerem dificuldades na comunicação oral é possível fazer alguma coisa para ajudá-la, além de buscar um tratamento especializado? Neste artigo, mostrarei que sim e apontarei algumas das principais formas de estimulação que os pais podem promover nos primeiros anos de vida dos filhos para auxiliá-los no desenvolvimento da comunicação oral. Porém, é preciso permanecer alerta. Se mesmo com a realização sistemática de estímulos e atividades, as dificuldades permanecerem, um profissional capacitado deverá ser consultado. Desde Continue lendo

Como e Por Que Ler para um Bebê?

Como e Por Que Ler para um Bebê?

9 minutos Muitos pais perguntam quando devem começar a ler em voz alta para os filhos. Em geral, eles têm consciência da importância de estimular a leitura desde cedo. Mas muitas vezes não sabem como fazê-lo, não têm noção da quantidade de benefícios que essa prática pode proporcionar e possuem ainda alguns questionamentos que pretendo responder aqui. Ler para um bebê na barriga da mãe não é uma tremenda perda de tempo? Por volta do terceiro trimestre de gestação os bebês já são sensíveis Continue lendo

Esta Coleção De Livros Infantis É Ótima

Esta Coleção De Livros Infantis É Ótima

2 minutos No vídeo de hoje o prof. Carlos Nadalim indica uma interessante coleção de livros para você ler para seus filhos. Este é um vídeo curto porque nele faço apenas algumas recomendações. Eu escolhi para vocês uma coleção muito interessante que se chama Valores para a Vida. Em cada volume vocês encontrarão um tema, como “honestidade”, “obediência”, “paciência”, “bondade”, “amizade”. Enfim, há vários volumes. Procure no site da Estante Virtual a coleção inteira ou alguns volumes para que você possa conhecer a coleção. Continue lendo

Ansiedade na Infância: Como Identificar e o Que Fazer?

Ansiedade na Infância: Como Identificar e o Que Fazer?

9 minutos Estar ansioso significa sentir-se preocupado, nervoso ou temeroso. Quando você se sente ameaçado ou em perigo real, a ansiedade age como um sistema de alarme para mantê-lo longe do dano. Todos nós experimentamos ansiedade às vezes e ela pode inclusive ser útil em determinados momentos. Por exemplo, ficar ansioso antes de fazer um teste ou entrevista ou de falar em público pode servir como estímulo para nos preparamos melhor para essas ocasiões. Com as crianças não é diferente: elas têm medo e Continue lendo