Bebês Também Conversam!

Tempo de leitura: 3 minutos

Você sabia que bebês também conversam? Muitos pais acabam desistindo de estimular seus filhos entre 0 e 2 anos pois os pequenos geralmente não demonstram nenhuma reação ou aparentemente não estão aprendendo. Mas a verdade é outra! Assista ao vídeo e entenda.

Semana passada estive em Cuiabá para ministrar uma palestra sobre educação infantil e tive o privilégio de conhecer alguns alunos do meu curso online, assim como pessoas que acompanham o blog. Conversando com um de meus alunos, notei que ele estava muito preocupado com um de seus filhos porque ele não estava reagindo e respondendo bem às estimulações que recebe em casa. Essa questão não foi um caso isolado, mas é comum entre os pais que acompanham o blog. Por isso, resolvi gravar este vídeo, em que falarei um pouco sobre a resposta das crianças à estimulação verbal.

Se parece que as crianças não respondem à estimulação, não seria melhor esperar mais um pouco? Não seria melhor deixar a estimulação de lado e me dedicar mais à saúde, bem-estar e higiene de meu filho?

Em primeiro lugar, para ativarem a fala, as crianças precisam acumular um vocabulário de escuta durante anos. Por isso você precisa interagir verbalmente com seu filho. Por mais que ele não responda imediatamente à estimulação verbal (muitas vezes por ainda não falar), ele está acumulando vocabulário para acionar a fala.

Outra coisa: engana-se quem pensa que as crianças não respondem. Crianças respondem sim à estimulação verbal. Até mesmo os bebês respondem à interação verbal, mesmo sem saber falar. Um recém-nascido já possui, nas primeiras semanas de vida extra-uterina, noções básicas de conversação. Portanto, você pode conversar com seu bebê. Ao fazer-lhe perguntas, contudo, você deve fazer uma pequena pausa, mantendo um contato visual. Espere alguma reação de seu bebê. Num primeiro momento, parecerá que a criança não está respondendo à estimulação verbal, mas essa é uma falsa impressão. Parecerá que a criança não está aprendendo nada, quando na verdade está captando as estruturas da linguagem.

Em toda conversa há um momento para o interlocutor falar. Se você não abrir esse espaço para a criança, ela poderá ter problemas no desenvolvimento da fala. Se não considerarmos que a criança está absorvendo tudo e formando um vocabulário de escuta para depois acionar um vocabulário de fala – embora ainda não produza sons verbais -, poderemos deixar de praticar as interações e a criança poderá não desenvolver a linguagem de forma razoável.

Sabendo disso, você precisa interpretar as reações de seu filho. No caso da interação verbal, às vezes ele responderá à interação apenas com um movimento das mãos ou um contato visual.


Faça o download da versão em áudio e ouça essa dica quando quiser!

Assine nosso podcast no iTunes e receba gratuitamente nossos conteúdos em áudio. Assine em seu computador pelo link bit.ly/cesf-podcast. Siga-nos e deixe um review!


Deixe suas dúvidas e opiniões aqui embaixo! Obrigado por compartilhar nosso conteúdo!

Receba em seu email nosso ebook “As 5 Etapas para Alfabetizar seus Filhos em Casa”, um guia completo e totalmente gratuito para introduzir seus filhos no universo da Alfabetização. Clique aqui: https://goo.gl/FDS4xU.

2 Comentários


  1. Ola, me chamo Angela e tenho uma neta de 2 anos que, desde os 18 meses começou a se interessar, primeiro pelos números e, progerssivamente pelas letras.
    Percebendo seu interesse, começei a ensiná-la. Hoje ela conheçe todo o alfabeto, inluindo as letras k, w e y, como também, conta e conhece os numeros de 1 até o 100.
    Gostaria de alfabetizá-la, e, procurando na internet, encontrei seu blog.
    Poderia me enviar algumas orientações? Sempre compro livrinhos para estimulá-la. Mas preciso de algo para alfabetizá-la.
    Contando com sua orientação, ficarei esperando.
    Obrigada.

    Responder
    1. Pâmela Arumaa

      Olá, Angela! Aqui é a Pâmela, tudo bem?

      Parabéns por sua dedicação.

      Quanto ao ensino das letras, lembre-se sempre disto: tudo deve partir dos segmentos fônicos (“sons” das letras) para as letras, já que os fonemas, e não as letras, são a base de nosso código. Portanto, ensine primeiro apenas os segmentos fônicos, deixando as letras para depois.

      Você já fez o download gratuito do nosso e-book? Para isso, basta se cadastrar conforme indicado no link abaixo.

      Clique aqui: http://www.comoeducarseusfilhos.com.br/ebook-5-etapas/

      Você receberá um email de confirmação, nele constará um link que lhe redirecionará à página do arquivo.

      Se preferir, pode enviar suas dúvidas para [email protected], lá há uma equipe especializada para tirar todas as suas dúvidas.

      Abraços.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *