Dicas Infalíveis para as Crianças Amarem os Livros desde Pequenas

Tempo de leitura: 10 minutos

A leitura se desenvolve com a prática. Por isso, pode e deve ser estimulada. Se você deseja que seu filho ame ler e quer garantir todos os benefícios que a leitura pode lhe proporcionar, a dica fundamental é: “Quanto mais cedo começar, melhor!”. Mas, se a criança ainda não lê, como fazer isso? Muito simples: por meio da leitura partilhada. Enquanto ela ainda não é capaz de decifrar as palavras escritas no livro, ela se deleitará com a sonoridade das palavras lidas em voz alta por você. É assim que a criança conhecerá uma infinidade de novas palavras e expressões. É assim que ela se encantará com os livros.

O artigo “Como e por que ler para um bebê?”  dá uma completa explicação sobre a importância da leitura para as crianças desde que ainda estão na barriga da mãe e quais as melhores práticas para iniciar os pequenos no mundo dos livros. Neste artigo, selecionamos 20 dicas infalíveis para estimular o gosto da criança pela leitura e também pela escrita!

1. Leiam juntos todos os dias. Essa é uma excelente maneira de estreitar os vínculos com as crianças, que vão passar o dia esperando a hora da leitura. Faça disso uma hora de amor e aconchego para ficar na lembrança. Quando mais velho, sempre que tiver com um livro nas mãos, seu filho vai se lembrar das horas maravilhosas que vocês passaram juntos. Aproveite esses momentos também para dizer a seu filho o quanto gosta desse momento do dia.

2. Na hora de dormir. Quer coisa melhor do que dormir embalado ao som da voz dos pais e ainda ouvindo uma boa história? Ler na hora de dormir é um excelente estímulo para as crianças gostarem dos livros.

3. O nome das coisas. Em “Cem 100 anos de Solidão”, Gabriel García Márquez diz que “o mundo era tão recente que muitas coisas careciam de nome e, para nomeá-las, havia que apontá-las com o dedo.” E não é assim que acontece com uma criança? Ela está descobrindo tudo a sua volta. Aproveite a leitura de livros ricos em ilustrações para mostrar e nomear as coisas para as crianças. Peça também para ela nomear. Esse é um excelente exercício para o desenvolvimento da linguagem.

4. Vivacidade. Quando realizar uma sessão de leitura para as crianças, torne esse momento excitante e divertido. Leia com vivacidade, expresse os sentimentos dos personagens durante a leitura, force a entonação e faça uma voz distinta para cada personagem. Dramatize a história de modo que seu filho não desgrude a atenção do livro.

5. Respeite o tempo da criança. Tente criar uma rotina diária de leitura. Antes de começar, certifique-se de que a criança esteja descansada e bem alimentada. Se possível, reduza os estímulos do ambiente de modo que ela não perca o foco. Entretanto, se mesmo seguindo essas orientações seu filho não estiver curtindo a leitura e ficar muito inquieto, deixe a leitura para outra hora.

6. Leitura ativa. Aproveite a oportunidade da leitura para fazer perguntas ao seu filho. Isso ajuda os pequenos a compreenderem melhor a história, trabalha a atenção, o foco, a memória e a linguagem. Faça perguntas sobre as cenas do livro. Qual é a jornada do protagonista? Onde ele vive? Ele tem amigos? O que ele fez para alcançar o que queria? Do mesmo modo, reserve tempo para responder as questões que as crianças tiverem a respeito da história.

7. De novo, de novo e de novo. Quando a criança se encanta com uma história é normal que ela queira que você leia para ela o mesmo livro de novo, de novo e de novo. Nesse processo ela está querendo entender melhor alguma passagem, gosta da sonoridade de algumas palavras ou de ver as ilustrações. Siga em frente sem receio, leia muitas vezes para ela sua história predileta.

8. Leitura é estímulo para a escrita. Aproveite o interesse do seu filho pelos livros para chamar-lhe a atenção para a escrita. Sempre que for ler, apresente para seu filho o título do livro, o autor e o ilustrador. Uma boa maneira de fazer com que pequenos comecem a fazer a conexão entre a linguagem oral e a linguagem escrita é ler passando o dedo embaixo das palavras de modo que ele acompanhe com os olhos.

9. Expansão de vocabulário. Sempre que realizar a leitura de um livro com seu filho, procure acrescentar uma palavra nova ao seu vocabulário. Mesmo que você saiba o significado, pegue vez ou outra um dicionário e pesquise o significado da palavra. Quando ele estiver maiorzinho e já souber ler, o dicionário não será um estranho. Essa é uma excelente maneira de ensinar seu filho a ir em busca de conhecimento por conta própria.

10. Cantinho da leitura. A criança vai perceber quão importante a leitura é sabendo que existe um cantinho de leitura atrativo e aconchegante com almofadas, tapetes, pufes e, claro, muitos livros. Ainda que se crie um local na casa para a leitura, é importante deixar livros espalhados por todos os lugares a que a criança tem acesso para que ela possa manuseá-los sempre que quiser.

11. Técnicas de concentração. Quando notar que seu filho tem dificuldade de se concentrar durante os momentos de leitura partilhada, algumas técnicas simples podem ajudá-lo a manter a atenção. Por exemplo, tente acelerar um pouco a leitura, passando as páginas mais rapidamente. Se o ambiente tiver estímulos excessivos, retire esses estímulos ou leia em outro local.

Algumas vezes seu filho não se concentra na escuta de uma história porque não está gostando dela. Nesse caso, depois de insistir um pouco na leitura para ver se realmente se trata disso, convém mudar de livro. Outra opção é ler apenas de 10 a 15 minutos por dia e aumentar esse tempo aos poucos. Só não desista de ler para seu filho!

12. Múltiplas possibilidades. Aproveite a tecnologia que já temos à disposição e apresente às crianças audiolivros, narrados e gravados em mídias como CDs e MP3. Tais livros, além do conteúdo, apresentam trilha sonora e interessantes recursos sonoros, tais como o sopro do vento, o ranger da porta ou a canção dos passarinhos, os quais enriquecem a experiência e atraem a atenção das crianças. Conheça algumas dicas sobre como usar os audiolivros com as crianças aqui.

13. Crianças com idades diferentes. Essa é uma preocupação de muitos pais na hora de praticar a leitura. A realidade é que, com um pouco de paciência e persistência, é possível ler em voz alta para crianças com idades distintas. O importante é ser realista e saber que cada uma terá sua própria maneira de apreciar a leitura. Interrupções vão acontecer com uma certa freqüência. Fique atento também ao ritmo da leitura, que deve acontecer como em um ritmo de conversa, nem rápida nem devagar demais.

14. Visita a uma biblioteca. Mostrar para as crianças um ambiente em que diversas pessoas estão lendo pode ser divertido e estimulante. Além disso, as crianças terão acesso a uma infinidade de livros para escolher à vontade. As bibliotecas também costumam oferecer uma programação variada de incentivo à leitura, que inclui dramatizações, contação de história e oficinas. E, se a sua preocupação é como gerenciar o comportamento das crianças nesse ambiente, leia este artigo com dicas de como sobreviver a um passeio na biblioteca com os pequenos.

15. Leia contos de fadas. A leitura desse tipo de história ajuda as crianças a lidar com seus medos, conhecendo exemplos de coragem, justiça, bondade, resignação. Por meio de símbolos e temas universais que atuam no inconsciente infantil, os contos de fadas ajudam os pequenos a lidar com a realidade, aprendendo como resolver conflitos, ajuda no desenvolvimento de empatia e amplia o repertório de experiências sobre a vida.

16. Escolha bons livros. Pode causar certa aflição ver uma enxurrada de livros nas estantes da livraria e não fazer a mínima idéia de qual escolher. Se este é o seu caso, siga algumas dicas. Confira se o tema e a abordagem do livro são adequados para a idade de seu filho. Leia trechos do livro em voz alta e verifique se a sonoridade é agradável. Coloque-se no lugar da criança para sentir se o conteúdo é instigante. Folheie as páginas e avalie a qualidade das ilustrações, afinal, um livro bom com ilustrações ruins pode estragar toda a experiência. Lembre-se também de pedir dicas de leitura aos amigos. Com freqüência indicamos alguns títulos.

17. Leitura, jogos e atividades. Crianças adoram jogos e desafios. Crie diferentes jogos e atividades relacionadas com as histórias que lêem nos livros. Você pode pedir para seu filho recontar a história que acabou de ouvir. Ajude-o com perguntas como: “quem aparece na história?”, “o que acontece?”, “onde ela se passa?” e assim por diante. Se a criança está começando a ser alfabetizada, que tal escreverem uma cartinha para o autor do livro ou para o protagonista da história? Outra dica é escrever uma continuação da história, imaginando o que aconteceu com os personagens após o final do livro. Se quiser mais dicas sobre o que fazer durante e depois da leitura, confira este artigo.

18. Cantigas e poesias. Cantigas, parlendas e poesias são excelentes para as crianças desenvolverem o gosto pela língua e pelos livros. Afinal, os pequenos adoram a sonoridade produzida pelas rimas e repetições. Aproveite para fazer os pequenos memorizarem uma poesia curta ou o trecho de um verso e vá acrescentando outros trechos progressivamente. Linguagem, foco, concentração e memória são habilidades que as crianças vão desenvolver brincando.

19. Seja um exemplo. As crianças aprendem com base no exemplo. Por isso, é fundamental que vejam quanto a leitura é importante para seus pais. Deixe que seu filho veja você lendo um livro em silêncio, converse a respeito das histórias e tenha livros à disposição pela casa.

E lembre-se: embora o melhor seja começar cedo, sempre há tempo para tentar fazer com que as crianças comecem a apreciar a leitura.


Participe da 8ª Jornada da Alfabetização em Casa. Cadastre-se e faça parte desse evento online e gratuito que já transformou a vida de mais de 100.000 famílias!

Deixe suas dúvidas e opiniões aqui embaixo! Obrigado por compartilhar nosso conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *