Muita Calma Nessa Hora! Descubra 20 Maneiras de Acalmar uma Criança sem Recorrer à T.V. ou ao Celular

Tempo de leitura: 5 minutos

A criança corre no parque, sobe e desce do escorregador, brinca o tempo todo e não se senta nem para comer. Depois de um dia cheio de atividades, você imagina que seu filho vai chegar em casa, tomar um banho e dormir. Que nada! Ele ainda tem energia para fazer o sofá de cama elástica, correr pela casa como um velocista e cantar e dançar com um fôlego de dar inveja a qualquer profissional. Ufa! Às vezes, dá vontade de perguntar: “Onde fica o botão de desligar dessa criança?”

Brincadeiras à parte, fato é que os pequenos são fontes inesgotáveis de energia. Entretanto, alguns parecem ter uma dose extra de energia, mostrando-se constantemente inquietos. Não conseguem ficar sentados por muito tempo; se estão sentados, costumam mexer os pés e as mãos sem parar; sentem dificuldade em esperar; falam alto, correm e pulam em demasia em locais inapropriados… Em casos como esses, lembre-se: ter paciência é fundamental.

Mas listamos abaixo algumas outras dicas que poderão ajudar seu filho:

1. Ao dar uma ordem. Antes de tudo, ajude seu pequeno a aquietar o corpo. Tenha uma conversa olhos nos olhos com seu filho, de modo que a atenção dele esteja, de fato, direcionada a você. Lembre-se de dar ordens curtas e diretas.

2. Rotina. Rotina é importante para qualquer criança. Saber quais serão suas atividades ao longo do dia reduz o nível de ansiedade e estresse. Por isso, é importante ter uma rotina e envolver a criança nesse processo. Uma dica é criar um quadro com a rotina diária em um local visível aos pequenos. Use recursos visuais que ajudem a identificar e se envolver melhor com as tarefas.

3. Estabeleça limites e regras. É importante que a criança saiba que os pais estão no comando. Isso transmite segurança. Deixe claro quais são os limites e regras, ou seja, o que pode e o que não pode ser feito. Tenha paciência, pois a repetição de tais limites faz parte do processo de educar. Por exemplo, se você evita levar seu filho ao parque, porque depois ele dá um “show” para ir embora, converse com ele. Lembre-o quais são as regras antes de sair de casa. Chegando ao local, reforce a regra. Se for realmente necessário, durante a brincadeira, reforce novamente a regra, e assim por diante.

Caso seu pequeno não respeite a regra de jeito nenhum, aplique a disciplina que foi previamente combinada. Por fim, não há necessidade de gritar ou ficar repetindo inúmeras vezes o erro do seu filho.

4. Na hora do estudo. Minimize as distrações. Em casa, tenha um espaço para estudar com poucos estímulos. Evite muito barulho, cores e objetos no ambiente. É importante que o espaço seja arejado e iluminado. Deixe sobre a mesa apenas livros e materiais escolares que serão usados para essa atividade, evitando assim distrações. A mesma dica vale para a hora da leitura em voz alta.

5. Pausas. Durante a sessão de estudo, faça algumas pausas que permitam a criança descarregar a energia contida. Durante esse período, optem por atividades que exijam movimento. Feito isso, dê alguns minutos para o seu pequeno reduzir o ritmo e, então, voltem ao estudo.

6. Exercitar a paciência. A maioria das crianças parece sempre preferir correr ao invés de andar e geralmente não tem muita paciência para esperar. Entretanto, é bom ensiná-las que esperar é importante. Faça isso no dia-a-dia. Quando seu filho interromper uma conversa, diga que ele precisa esperar sua vez de falar. As brincadeiras coletivas também são ótimas para isso: cada um precisa esperar sua vez de jogar, de pular amarelinha, de jogar a bola, etc. Se ele fala rápido demais, peça para  respirar fundo, e então começar tudo de novo. Pratiquem jogos e atividades que exercitem a paciência e o auto-controle.

7. Movimentar-se. Do mesmo modo que as crianças agitadas precisam de atividades que ajudem a relaxar, é importante colocar a atividade física na rotina delas. Procurem um esporte do qual seu filho goste ou façam visitas diárias ao parque. A prática esportiva é uma ferramenta fundamental para as crianças descarregarem as energias, conhecerem seu corpo e aprenderem a dominá-lo, assim como uma ferramenta essencial para um bom desenvolvimento cognitivo.

8. Aprender coisas novas. Aproveite o excesso de energia de seu pequeno para ensinar uma tarefa ou atividade nova. Faça com que ele se sinta útil. Em casa, por exemplo, peça que ele ajude nas tarefas domésticas, organizar a casa, fazer a limpeza ou até mesmo cozinhar, lembrando sempre de oferecer uma atividade que ele seja capaz de concluir.

Se você precisa também de uma maneira de acalmar as crianças para que elas consigam se concentrar melhor em uma atividade ou tarefa ou simplesmente para que fiquem mais relaxadas e consigam dormir, experimente alguns dos seguintes expedientes:

9. Atividades manuais como bordado, crochê ou alinhavos.

10. Fazer a lição do silêncio.

11. Atividades de vida prática.

12. Montar um quebra-cabeça ou tangram.

13. Brincar com massinha ou argila.

14. Brincar com areia mágica.

15. Fazer um mosaico.

16. Pintar com guache ou aquarela.

17. Fazer uma colagem com revistas e papéis coloridos.

18. Fazer uma desenho livre ou colorir um desenho.

19. Olhar álbuns de fotografias.

20. Ouvir músicas suaves e calmas como canções de ninar, algumas cantigas tradicionais e folclóricas, canto gregoriano e algumas composições clássicas.

Não deixe de nos contar quais dessas dicas funcionaram com seus filhos!


Deixe suas dúvidas e opiniões aqui embaixo! Obrigado por compartilhar nosso conteúdo!

Receba em seu email nosso ebook “As 5 Etapas para Alfabetizar seus Filhos em Casa”, um guia completo e totalmente gratuito para introduzir seus filhos no universo da Alfabetização. Clique aqui: https://goo.gl/FDS4xU.

1 comentário


  1. Gostaria muito de pesquisar este trabalho de alfabetização.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *