Seu Filho Não Termina Nada do que Começa?

Tempo de leitura: 7 minutos

Em contato com pais que estão em busca de encontrar os melhores métodos e maneiras de educar seus filhos, é comum ouvir desabafos, tais como: “Não sei o que fazer, meu filho não presta atenção ao que eu digo”, “ele tem dificuldade de terminar tudo o que começa!”. Ou ainda: “Será que ele sofre de algum transtorno?”. Distraído, desatento, inquieto também são algumas das palavras que costumamos notar nos comentários e perguntas que os pais fazem em nosso blog e nas redes sociais.

É fácil compreender essa preocupação, afinal, crianças com dificuldade em manter o foco e a atenção costumam apresentar também:

  • Dificuldades no processo de aprendizagem
  • Dificuldades de socialização
  • Baixa auto-estima

Tais problemas nem sempre estão associados a um transtorno. Na verdade, somente um bom  profissional é capaz de diagnosticar se a criança sofre ou não de transtorno de déficit de atenção. O mais comum é encontrar crianças que apenas precisam de mais ajuda para se concentrar e prestar atenção. Em vários casos, trata-se de crianças muito inquietas porque ficam presas o dia inteiro em apartamentos e não têm muita oportunidade para se exercitar. Ou de crianças de temperamento expansivo, que dificilmente se concentram por muito tempo numa mesma atividade: mal terminam uma, já querem logo passar para outra.

Como ajudar crianças com essa dificuldade?

No caso das crianças de temperamento expansivo – que rapidamente perdem o interesse pelas coisas e, portanto, se desconcentram ou mesmo abandonam uma tarefa – três estratégias são muito válidas:

  • fazer, vez ou outra, uma parte da atividade junto com a criança
  • usar de elementos lúdicos para conquistar ou manter sua atenção (cantar uma canção, contar uma breve historinha)
  • ter sempre muita paciência.

Os pais também podem auxiliar:

  • propondo atividades de normalização
  • reduzindo a exposição indiscriminada a estímulos eletrônicos (TV, tablet e celular)
  • incentivando a prática de esportes e de brincadeiras ao ar livre
  • estabelecendo uma rotina que dê segurança e reforce a disciplina.

Incentivar as crianças a realizarem tarefas simples relacionadas à rotina doméstica é excelente tanto para que elas desenvolvam autonomia, quanto para ajudá-las a treinar o foco e a atenção. Mas, antes de realizar as atividades propriamente ditas, é bom levar em consideração estas dicas:

1. É importante estabelecer tarefas que tenham começo, meio e fim claramente definidos.

2. Diminua os estímulos do ambiente que não tenham relação com a atividade proposta. Evite, por exemplo, ligar a TV ou interromper seu filho para falar de algum assunto que não tenha relação com a tarefa que está sendo realizada.  

3. Ajude seu filho a identificar quais passos são necessários para que  a tarefa seja executada. Se ele souber ler, vocês podem fazer uma lista com o passo-a-passo ou fazer uso de imagens que ilustrem o que deve ser feito.

4. Disciplina e repetições ajudam as crianças a concluírem suas tarefas. Por isso é preciso que os pais tenham constância ao estabelecer a rotina.

5. Após a conclusão da tarefa, peça para a criança explicar como chegou até ali. Diga, por exemplo: “Que ótimo, você arrumou a mesa para o jantar! O que você fez primeiro?”, então espere-a dar a resposta, e pergunte o que ela fez em seguida até a conclusão da tarefa. Se necessário, ajude-a a relembrar o passo-a-passo.

6. Reforce a criança positivamente. Isso ajuda os pequenos a desenvolverem a confiança e a auto-estima. Esse gesto também permite que ela saiba o que é esperado dela e quais passos precisa seguir para atingir uma meta.

7. Lembre-se de valorizar o esforço na concretização de uma tarefa ao invés de considerar apenas se os resultados foram ou não satisfatórios.

6 tarefas domésticas para ajudar seu filho a desenvolver foco e atenção

Cabe aos pais, além de ter persistência e paciência, uma dose extra de diálogo e afeto com as crianças que têm dificuldade em manter a atenção. O importante é não desanimar. Seja breve e dê orientações simples. Repita as orientações quantas vezes for necessário.  

Por fim, celebre cada pequena conquista!

1. Limpar a mesa. Explique para seu filho quais são os passos para concluir a tarefa. Primeiro, peça para ele tirar os pratos da mesa. Depois, jogar em um cesto de lixo o resto de comida dos pratos; colocar tudo dentro da pia; voltar à mesa e retirar os copos e talheres e colocar tudo dentro da pia. Se seu filho tiver dificuldade de recordar cada passo, você pode lembrar a ele, ou escrevê-los em um quadro de tarefas, caso ele já saiba ler – ou ilustrar as tarefas com desenhos ou figuras.

2. Ajudar a lavar a louça. Se a criança já tem mais de 6 anos, você pode pedir para que lave a louça – mas os de 3 a 6 já podem lavar utensílios de plástico e colheres, por exemplo. Separe facas, recipientes de vidro, cerâmica e porcelana e panelas grandes para você lavar depois. Para facilitar a atividade, enumere cada passo para a execução da tarefa. Lembre seu filho sempre de fechar a torneira enquanto esfrega a louça. Depois de um tempo, a criança já fará tudo sozinha com tranqüilidade – mas às vezes precisará de algum incentivo para persistir na tarefa, como a sua presença ao lado dela ou uma música bem animada. Lembre-se de que encontrar uma pia com uma pilha enorme de louça pode fazer com que a criança fique desestimulada e perca logo o interesse pela tarefa. Portanto, seja razoável e não deixe a louça toda do dia para um pequeno de 6 anos…

3. Ajudar a lavar roupas. Peça para seu filho lhe ajudar a recolher as roupas sujas nos cestos no banheiro ou nos quartos. Em seguida, oriente-o a separar as roupas em montes: coloridas, brancas, pretas, etc. Então, coloquem os montes separadamente na máquina.

4. Arrumar a cama. Esta tarefa é rápida e pode ser dividida em pequenos passos. Primeiro, retire lençóis, fronhas e colcha da cama. Então, mostre ao seu filho como se faz a cama. Coloque o lençol revestindo os quatro lados do colchão, cubra com o outro lençol. Então coloque as fronhas sobre os travesseiros e coloque a colcha sobre a cama. Refaça a cama mais uma vez. Agora, deixe que seu filho realize a tarefa. Caso ele sinta dificuldade, vá listando para ele o passo-a-passo enquanto ele executa a tarefa.

5. Guardar os brinquedos. Quando pedir para as crianças guardarem os brinquedos, seja simples e objetivo. Não diga apenas: “arrume o quarto”. Dê ordens consistentes, tais como: “Guarde os blocos na caixa deles”, “coloque os livros na estante” e assim por diante.

6. Cuidados pessoais.  Faça um passo-a-passo que ajude seu filho a escovar os dentes. Diga a ele: “Coloque o banquinho próximo da pia, pegue a escova sobre a pia, coloque um pouco de pasta de dente na escova. Escove dente por dente, embaixo e em cima, na frente e nos fundos”. Mostre como deve ser feita a escovação e ajude a criança a completar a tarefa.

Do mesmo modo, outras atividades relacionadas aos cuidados pessoais, como vestir-se e se alimentar, podem ser divididas em pequenas partes, de modo que as crianças mantenham o foco e a atenção e as executem com sucesso.


Deixe suas dúvidas e opiniões aqui embaixo! Obrigado por compartilhar nosso conteúdo!

Receba em seu email nosso ebook “As 5 Etapas para Alfabetizar seus Filhos em Casa”, um guia completo e totalmente gratuito para introduzir seus filhos no universo da Alfabetização. Clique aqui: https://goo.gl/FDS4xU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *