8 Atividades ao Ar Livre com seus Filhos – Parte 1 de 2

Tempo de leitura: 5 minutos

Férias em casa, energia acumulada. Tire as crianças de casa e pratique estas 4 atividades físicas ao ar livre. Os pequenos vão se cansar – e você também.

Nas últimas semanas, demos dicas de jogos e brinquedos e de atividades para praticar no carro. Agora preparamos uma seleção de atividades para você praticar com seu filho ao ar livre: na praia, na quadra, no gramado. Por isso hoje eu convidei o professor Robson Furlan, um especialista em ginástica, que desenvolve um trabalho fantástico na escola de minha mãe com crianças entre os 2 anos e meio e os 10 anos.

PROF. CARLOS: Seja bem-vindo, professor Robson Furlan! O que você tem hoje para apresentar aos pais?

PROF. ROBSON: Hoje trouxe algumas atividades bem interativas entre pais e filhos para manter um clima de descontração, de férias, mas também auxiliar no desenvolvimento motor e cognitivo de seus filhos.

PROF. CARLOS: Recentemente gravei um vídeo dizendo que as crianças podem melhorar as habilidades que fazem parte das funções executivas. Mencionei algumas dessas habilidades como controle de impulsos, controle de emoções e pensamento flexível. A ginástica também pode ajudar as crianças nesse sentido?

PROF. ROBSON: Nas atividades de hoje, os pais poderão ver por meio de algumas atividades da ginástica que de fato essas habilidades das funções executivas podem ser otimizadas com atividades interativas e divertidas. E as crianças sempre pedirão mais.

PROF. CARLOS: O pai com as crianças em casa pode usar jogos e brinquedos para aperfeiçoar as funções executivas. Mas ao ar livre eles também podem brincar com as crianças e melhorar tais funções. Claro que esse não é o objetivo direto das atividades. O importante nas férias é brincar e interagir com os filhos, e eles não precisam ter consciência de que todo esse estímulo direcionado vai acontecer. Nós, porém, temos um critério aqui no blog de que, além de diversão, devemos melhorar o desempenho cognitivo das crianças. Por isso escolhemos a ginástica.

PROF. ROBSON: Então vamos lá! A primeira atividade é bastante simples. Trata-se da “velinha”. É uma atividade muito tranqüila, não precisam ficar com medo de realizar. Flexione um pouco os joelhos e a criança deve escalar pelo seu corpo. Você então a segura pela mão e ela faz uma volta, colocando os pés no chão. É uma atividade interessante para treinar a habilidade de rotação, um dos seis padrões básicos de movimento. Crianças de até 3 anos, ou menores, podem praticar sem problema.

A segunda atividade é semelhante à anterior e envolve os padrões de rotação e posição estática. Vamos treinar o apoio invertido e a parada de mãos. A criança deve ficar de pernas abertas e você a segura pelo colo e mantém um apoio nas costas. A criança então deve girar e manter a parada de mãos. Nessa atividade você pode ajudar a criança colocando a mão como apoio na barriga dela, para ela descer. Em geral, contudo, as crianças já têm esse padrão de voltar as duas pernas juntas no solo.

A terceira atividade envolve saltos e tempo de reação. É uma atividade conhecida como “reloginho”. O único material necessário é uma toalha de banho com um nó na ponta. A primeira variação da atividade é passar a toalha bem próxima do chão. Assim, o pai deve girar com a toalha e a criança deve pular quando a toalha passar. Para animar mais a atividade, você pode dizer às crianças que é um jacaré ou um tubarão e que elas devem pular. Isso estimula a imaginação e torna a atividade ainda mais divertida. Para dificultar a atividade, podemos alternar a toalha entre o chão e o alto, fazendo a criança pular ou abaixar, melhorando o tempo de reação. Além disso, você pode alternar o lado, indo ora pela esquerda, ora pela direita. Tanto pais quanto filhos ficarão bem cansados.

A quarta e última atividade é bastante interativa e pais e filhos terão de se movimentar muito. Vamos trabalhar padrões de salto e aterrissagem, além de diversos deslocamentos. Há quatro comandos: com a mão levantada, as mãos sobrepostas, as pernas afastadas e a posição abaixada. No primeiro comando a criança deve correr, pular e bater na mão do pai, no segundo, deve pular e atingir as mãos sobrepostas com a cabeça, no terceiro ela deve passar por entre as pernas do pai, usando a posição de quatro apoios e finalmente, no quarto comando, subir nas costas do pai e pular. O pai pode ficar tanto parado quando se deslocar. Você pode alternar a ordem dos comandos.

Por hoje é só. No próximo vídeo traremos mais atividades focando habilidades com posições estáticas.

PROF. CARLOS: Não percam o próximo vídeo.


Deixe suas dúvidas e opiniões aqui embaixo! Obrigado por compartilhar nosso conteúdo!

Receba em seu email nosso ebook “As 5 Etapas para Alfabetizar seus Filhos em Casa”, um guia completo e totalmente gratuito para introduzir seus filhos no universo da Alfabetização. Clique aqui: https://goo.gl/FDS4xU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *