Contemplar a Natureza é Preciso: 6 Dicas para Pais de Crianças Enfurnadas em Apartamentos

Tempo de leitura: 3 minutos

As crianças são privilegiadas pois ainda não perderam a capacidade de se maravilhar com as coisas pequenas e rotineiras, com as belezas naturais que Deus nos deu para alegrar nossos dias. Elas se encantam e divertem com as cores das flores, com os formatos tão variados de folhas, pedras e sementes, com os sons dos galhos que se quebram, do farfalhar das folhas secas, com as canções dos pássaros e até com o canto das cigarras. Os animais, em especial, despertam a curiosidade das crianças. Correr atrás de galinhas ou pombas, observar saguis saltando nas árvores, brincar com o cãozinho, todas essas são experiências que as crianças adoram.

A natureza é, enfim, um rico laboratório em que se pode aprender sobre a vida e seus ciclos. Além de aguçar os sentidos, esse contato é importante para que as crianças aprendam a cuidar do meio ambiente e para que comecem a se interessar pela investigação dos fenômenos naturais, mas é especialmente valioso porque alimenta a criança com imagens belas.

Mas quem vive em centros urbanos  transitando entre o apartamento e a escola, gastando horas no trânsito, não costuma ter muitas oportunidades para contemplar as belezas da natureza. Pelo contrário, atualmente não é incomum ver crianças que jamais tenham assistido à ordenha de uma vaca e que raras vezes tenham visto o sol se pôr. Como então fazer com que crianças imersas nesse estilo de vida não tenham suas capacidades naturais de se admirar com as coisas e de contemplar as belezas naturais atrofiadas pela falta de oportunidades?

Aqui vão algumas dicas para aqueles que moram em centros urbanos:

Parques e praças. Consiga um tempo na semana para levar as crianças a parques e praças arborizadas. Insira esses passeios na rotina, pois são muito importantes. Para as crianças com menos de 6 anos, provavelmente são mais importantes do que a infinidade de atividades extracurriculares com que preenchem seus dias. Para a maioria dos pais, conseguir esse tempo não é fácil. Mas é um esforço que vale a pena.

Aproveite os finais de semana e feriados para visitar uma reserva ecológica nos arredores da cidade. Ou leve os pequenos para conhecer uma fazenda. Há muitas outras opções interessantes: parques ecológicos, praias, lagos, cachoeiras, montanhas, hortas, plantações…

Explore a vizinhança. Procure na vizinhança ruas e praças arborizadas, calçadas com belos jardins e leve as crianças para dar uma volta. Vá sem pressa. Deixe que elas parem se quiserem observar alguma coisa com mais calma.

Cultive plantas em casa. Há várias maneiras de cultivar hortaliças, ervas e mesmo algumas árvores frutíferas de pequeno porte (amoreira, limoeiro, pitangueira, laranjeira kinkan. etc.) dentro de apartamentos. Quem tem um quintal, tem ainda mais opções. Convide as crianças a participar de todo o processo: semeadura, plantio, cultivo… Crianças bem pequenas já podem regar as plantas. Mostre a elas cada etapa do desenvolvimento da planta.

Olhe para o alto. O céu é incrível fora das grandes cidades. Mas mesmo onde o excesso de iluminação artificial prejudica a observação dos astros, é possível ver a lua e uma meia dúzia de estrelas. Vez ou outra chame as crianças para observar o céu à noite, mesmo que seja do quintal de casa, da janela do apartamento ou da garagem do prédio. Talvez seja preciso criar um enredo para atraí-las ou inventar um evento especial com direito a pipoca.

Coletando tesouros. Quando for passear com as crianças, leve sempre um saco de papel e/ou frasco de vidro para armazenar os achados delas: folhas, flores, sementes, pedras, insetos, penas… São seus pequenos tesouros e os primeiros passos de um interesse legítimo pela biologia.


Deixe suas dúvidas e opiniões aqui embaixo! Obrigado por compartilhar nosso conteúdo!

Receba em seu email nosso ebook “As 5 Etapas para Alfabetizar seus Filhos em Casa”, um guia completo e totalmente gratuito para introduzir seus filhos no universo da Alfabetização. Clique aqui: https://goo.gl/FDS4xU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *